quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Quero dar panetones para todos!

Não sei porque, mas nesse final de ano fiquei com o espírito solidário mais aflorado e resolvi que vou arrecadar todos os fundos que conseguir para gastar tudo em panetones e sair distribuindo para todos os milhões de carentes do Brasil!
Como sou muito tímido e reservado, não vou querer alardear as minhas intenções para ninguém! Vou embolsar tudo o que puder em nome de uma causa nobre e digna: repartir o santo panetone de final de ano.

Confidenciei a um grande amigo as minhas ideias solidárias e ele prontamente tentou me demover delas. "Podem interpretar mal". Afirmou ele. "Além disso", perguntou, "já imaginou se algum espírito de porco resolve gravar ou filmar as entregas de dinheiro dos colaboradores? Como você vai se explicar? No mundo-cão em que vivemos, a última coisa que as pessoas vão achar é que você está arrecadando fundos à sorrelfa para ajudar os mais necessitados! Pense bem. Você vai auferir boladas em dinheiro vivo. Como vai disfarçar esse dinheiro? Vai guardar na cueca, nas meias, aonde mais, criatura?"

Diante das questões pertinentes do meu amigo, refreei um pouco o meu espírito natalino. É verdade. Se alguém mal-intencionado, algum desafeto, perceber a minha movimentação suspeita durante a arrecadação, pode fazer falsas ilações e tentar registrar o suposto caixa 2 para posteriormente me comprometer com as autoridades e com a imprensa.

Como é difícil ser solidário no Brasil. A gente quer ajudar, mas as pessoas são muito maldosas. Veem más intenções em tudo e em todos. Mas, puxa vida, quantos panetones eu conseguria distribuir se obtivesse doações da ordem de R$ 500 mil, 1 milhão? Seria panetone pra dedéu! Muita gente humilde talvez ficasse até com indigestão de tanto panetone. Ah, e se sobrasse algum, acho que os irmãos da igreja não se incomodariam se eu também fizesse uma linda ceia para o povo, quer dizer, o povo lá de casa, que ninguém é de ferro, né?

Além do mais, em último caso, se registrarem qualquer movimento meu que os outros possam achar suspeito, tenho ainda a possibilidade de alegar que o gravador ou que a filmadora estão apresentando os registros truncados e que aquilo não é exatamente o que parece ser. Pra tudo tem um jeito na vida, menos pra morte.

Quer saber? Ninguém me segura! Vou arrecadar bufunfa dos empresários até dizer chega! Vou abarrotar todo o meu terno, minhas meias, minhas cuecas e o escambau! Este ano estou solidário demais! Quero me arrebentar de distribuir panetones aos pobres! A solidariedade franca e desinteressada não pode ser cerceada por temores mesquinhos. A esperança precisa vencer o medo. Fui!

9 comentários:

Sweet Toxicant disse...

Alta, acho que não existe prazer maior do que dar um presente com o coração a uma pessoa carente e ver a expressão de alegria no rosto dela.

Aos maldosos que podem querer dizer que sexo é melhor, eu esclareço: estou falando de prazer espiritual, que é outra coisa bem mais grandiosa e passa longe da qualidade carnal.

Certa vez eu trabalhava numa empresa que tinha como cliente uma grande empresa que fabrica biscoitos, panetones, e etc... uma das mais famosas. Depois que passou o período de festas, ganhamos várias latas de panetone, daquele grandão mesmo. Eu fui aquele dia toda contente embora, porque eu AMO panetone! Estava indo para a faculdade, quando do outro lado da avenida passou uma senhora e seu filho pequeno, muito simples.. O garotinho certamente usava uma roupa que ganhou de caridade de alguém, pois era bem maior que ele, a bermudinha ficava caindo e ele toda hora parava pra puxar pra cima. Aquilo me comoveu.

Decidi então ir até eles, como eles já iam um pouco longe, atravessei no meio dos carros e quase fui atropelada, mas não queria perdê-los de vista. Então os alcancei e entreguei a lata... A senhora me agradeceu, tímida e então abraçou o filho toda contente: "Olha filho, hoje podemos ir direto pra casa pois já temos a janta... o "Luizinho" e a "Mariazinha" (não me lembro os nomes agora, mas creio que fossem os outros filhos dela...) vão gostar também. E foram embora...

Foi um gesto bem simples, porque eu praticamente não fiz esforço... era algo que eu já tinha ganhado e repassei... mas o fato de ter matado a fome de 4 (ou mais) pessoas naquela noite me encheu de uma emoção indescritível.

Assim, Alta... não se intimide de ser verdadeiro e fazer aquilo que é importante para você (e será para muitas outras pessoas). E se precisar da minha ajuda, só chamar! ;o)

Beijos!!!

Roberta disse...

Adorei o blog!
Aos pouquinhos vou lendo tudo que já foi escrito por aqui!

Quanto ao post, concordo com você! Esse ano vou ser a mamãe noel de 3 crianças carentes! A gratidão e a felicidade sincera delas não tem preço!

Ganhou mais uma seguidora!
bjão!

Menina Misteriosa disse...

Altavolt,
Gosto da sua forma de escrever. E também dos seus comentários lá no Céu!
Mescla a realidade com suas opiniões de forma consciente.

Quanto ao espírito solidário, aproveite! Sempre terá alguém vendo maldade, tendo nos dissuadir ou arrumando problemas. É apenas mais um obstáculo a transpor.
Você agir de acordo com seus desejos e ainda fazer o bem e se sentir realizado... perfeito!

Quanto ao sonho da Luna, cuidado! Ou não! risos... Só posso dizer que eles viram realidade! ;)

Beijos

Déia disse...

Oiiii

Que legal... o meu pode ser chocotone rsrsrs

Acho que o sr arruda tb pensou assim kkkkkkk

Boas ações são sempre bem vindas!

bj

Nara disse...

Sou carente, tô pobre no Natal e quero chocotone.

Tem que ajudar todo mundo, aí eu acredito na boa ação XD

Beijo o/

***MissUniversoPróprio*** disse...

Hehehe E tudo acaba em panetone!

Querido, muito obrigada pelo carinho e pela força lá no blog, viu? Desculpa a demora em vir aqui.

Beijos!

minicontosperversos disse...

Alta:

1) soca o pé no panetone e distribui montes de exemplares do MCP pra todo mundo

2) o contingente feminino aqui tá uma BELEEEEZA hein?

parabéns!

Altavolt disse...

Menina, Deia e Nara: Bem-vindas, obrigado pelas visitas, a recíproca também é verdadeira! Beijos para as três!

Miss: Que é isso, a gente visita os lugares em que há inteligência e conteúdo. E lá tem tudo isso. Beijão!

Gustavão: A frequência aqui é baixa, mas é de muita qualidade.
Taí, boa ideia: MCP para todos no Natal! Vou colocar uma cueca bem larga pra arrecadar muito e adquirir milhares de exemplares. Depois, haverá farta distribuição aos carentes de boa leitura! rsrsrs Abração!

F. Reoli disse...

Grande Alta... porra, panetone é mesmo o melhor símbolo do Natal, acho que é aquele lance da mesa, da família... acho que até chega a competir com Papai Noel...rs... e o lance é esse mesmo. Fazer o bom sem olhar a quem. E enquanto as boas almas doam panetone, outros filhos da puta atiram a esmo em nossos amigos. Ainda bem que estamos do lado do bem. Abração!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...