sábado, 31 de outubro de 2009

Tráfico X Consumo

As drogas são traficadas, processadas e vendidas em grande escala porque tem muitos consumidores, ou tem muitos consumidores porque são traficadas, processadas e vendidas em grande escala?
Assisti nesta semana a uma reportagem televisiva que, com câmera escondida, mostrava o comércio de drogas em uma das ruas da conhecida cracolândia paulistana.
Eram meninos e pessoas vivendo em situação de rua vendendo a droga para os usuários da classe média, ou média alta, que paravam seus carros junto a eles, compravam e iam embora.
Ao final da reportagem, um policial informava que efetuavam muitas prisões naquela área, mas que não adiantava, pois prendiam alguns e apareciam muitos outros para continuar o comércio.
O que não entendi foi a falta preocupação dele - e isso se estende a muitos outros setores da nossa sociedade - com aqueles consumidores. Qual a importância e a responsabilidade daquelas pessoas supostamente ditas de bem em relação àquela triste situação?
Os meninos seriam aliciados pelo tráfico e iriam se colocar naquele tipo de situação de altíssimo risco se não houvesse tamanha demanda para o "valioso" produto que comercializam?
São impressionantes a hipocrisia e a desfaçatez com que a sociedade dita organizada trata essa questão do tráfico e consumo de drogas. Os traficantes e a marginalidade que se encarregam da produção e da distribuição são o demônio aqui na Terra, mas os filhinhos dos abastados que consomem as drogas avidamente são apenas jovens querendo se divertir!
Tem alguma coisa que não fecha nessa equação social. Vamos combater o tráfico sim. Mas combater o tráfico também passa pela conscientização e chamada à realidade de grande parcela tida como decente e honesta da nossa sociedade.
Tem sido muito frequentes nos últimos anos, os familiares e amigos chorarem a morte de parentes, principalmente jovens, mortos em decorrência da violência urbana. Será que basta chorar e protestar contra os marginais apenas nos momentos de tragédias?
Será que essa mesma parcela da sociedade que se indigna a cada acontecimento trágico que chega à sua porta não precisaria também rever o comportamento dos seus integrantes nos supostos momentos de felicidade e normalidade?
Só é monstruoso aquilo que é feito por traficantes ou policiais corruptos? Mas o que nós, da sociedade "decente" temos feito para evitar todo esse caos social? Nossos filhos e amigos nas baladas, consumindo toda o tipo de droga não é algo para se preocupar?
A droga só é perniciosa quando está sendo produzida e distribuída nas favelas e bocas de fumo? Por acaso, quando chega às mãos das patricinhas e mauricinhos ela se torna pó de pirlimpimpim?
É muito cômodo distorcer os fatos em nosso favor, tapar o Sol com a peneira e achar que maus são os outros. Precisamos, enquanto classe mérdia, refletir um pouco mais sobre tudo isso.

6 comentários:

***MissUniversoPróprio*** disse...

As drogas estão muito mais próximas de nós do que imaginamos... e isso é trágico.

Querido, obrigada pelo carinho lá no blog. Já estava sentindo sua falta por lá! E aí, você já voou pelo Céu?

;)

Beijos

***MissUniversoPróprio*** disse...

Pois não fique tímido não, fique à vontade que o Céu é seu também! ;)

=***

Игорь disse...

Tuas colocações são muito pertinentes . Por que existe cerveja ?? Simples , por que alguém a consome . Por que existem drogas ?? É ...

Então onde está a raiz do problema ? A lei seca nos EUA ao reprimir a bebida acabou por estimular o crime organizado , uma vez que ninguém cogitou de parar de beber ....E os lucros na época da depressão compensavam .

Na minha opinião o problema gira em torno do usuário . A questão seria então , se descriminalizar estamos dispostos a atender efetivamente os milhares de usuários que iram abarrotar o SUS ?? Outra : e as pessoas ligadas ao tráfico , vão viver de quê , se for legalizado o comércio ?? Bolsa -Familia ??

abraços

Luna Sanchez disse...

Moço,

por conta desses fatores, sou a favor da liberação. Sem crime organizado, sem suborno de policiais, desmontando essa indústria, os danos parecem, a mim, menores.

Beijos, saudades. Não gosto quando some. =\

ℓυηα

Sweet Toxicant disse...

Esse assunto sempre gera muita polêmica... mas eu tenho um amigo de infância que infelizmente se envolveu nessa vida e está preso há tempos. Ele era apenas usuário, mas a própria polícia forjou documentos para ele assinar como tráfico. Esse meu amigo é apenas burro por ter entrado nessa, mas não é criminoso como os que deveriam realmente estar presos.
O crime organizado começa no governo e na polícia. É por isso que a descriminalização nunca acontece. Gera mais grana assim.

Agora eu penso assim: se houver descriminalização, os usuários não deveriam ter direito a atendimento médico. Porque quem entra nessa já sabe a que está sujeito né, por favor! rsrs

Beijoss moço! E sexta-feira é nóis hein?? hehehe

Lelli Ramz disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...